Nos tempos bíblicos, quando uma moça se aproximava da idade de se casar, sua família comprava um vaso de alabastro e depositava nele óleos preciosos.

O tamanho do vaso e o valor do óleo dependia
das condições financeiras da família. Ele era parte de seu dote. Quando um jovem vinha pedir- lhe a mão em casamento, a moça tomava o vaso e quebrava-o a seus pés.
Essa unção dos pés do noivo era uma demonstração de honra.

Certo dia, Jesus estava ceando na casa de Simão, o leproso, quando uma mulher aproximou-se e, quebrando seu vaso de alabastro, derramou o óleo precioso sobre a cabeça dele (Mc 14:3-9).

O texto do livro de Lucas que relata o mesmo episódio descreve a mulher como uma pecadora da cidade (7:37).
Ela considerou Cristo merecedor de tal sacrifício e honra. E Ele elogiou seu gesto em
Mateus 26:13 (veja também Marcos 14:9). A atitude daquela moça foi de grande importância, não apenas pelo fato de haver preparado Jesus para o sepultamento, mas também porque o elegeu seu noivo celestial. Sim, ela era uma pecadora (de acordo com Romanos 3:23, todos somos), mas tinha sonhos.

Ela agiu com sabedoria ao quebrar o vaso diante do único que pode tornar realidade
os sonhos. Qual o conteúdo do seu vaso de alabastro? Fantasias que tiveram início na infância, quando ouvia contos de fadas sobre casais que viveram felizes para sempre? Você tem vivido agarrada ao seu vaso de
alabastro, procurando freneticamente alguém que seja merecedor de seu conteúdo? Tome-o agora e quebre aos pés de Jesus, pois ele é digno dessa honra.
Como saber se nosso vaso de alabastro está quebrado aos pés de Jesus?
Essa certeza virá quando nos rendermos inteiramente ao senhorio de Cristo.

Veja mais devocionais

Não Cesse seu Clamor

“Confiem nele em todos os momentos, ó povo; derramem diante dele o coração, pois ele

Compartilhe este devocional

“Então, conheçamos e prossigamos em conhecer ao  Senhor” Oséias 6:3